Estrias na adolescencia

Estrias na adolescencia

As estrias são uma parte normal da puberdade para a maioria das meninas e meninos. Quando uma pessoa cresce ou ganha peso muito rapidamente (como durante a puberdade), essa pessoa pode ter linhas finas no corpo chamadas estrias.

As estrias acontecem quando a pele é puxada por um rápido crescimento ou alongamento. Embora a pele seja geralmente bastante elástica, quando está sobrecarregada, a produção normal de colágeno (a principal proteína que compõe o tecido conjuntivo da pele) é interrompida. Como resultado, podem formar-se cicatrizes chamadas estrias.

Se você está percebendo estrias no seu corpo, não está sozinho. A maioria das meninas e mulheres as tem, geralmente nos seios, coxas, quadris e bumbum. Muitas mulheres os pegam durante a gravidez. As estrias são mais comuns em meninas, mas os homens também podem pegá-las.

Pessoas obesas geralmente têm estrias. Fisiculturistas são propensos a obter estrias por causa das rápidas mudanças corporais que podem ocorrer com a musculação. Pessoas que usam cremes para a pele ou pomadas contendo esteróides (como hidrocortisona) por mais de algumas semanas também podem ter estrias. O mesmo acontece com as pessoas que precisam tomar altas doses de corticosteróides orais por meses ou mais.

Leia mais em: Revital preço

No início, as estrias podem aparecer como linhas avermelhadas ou arroxeadas que podem parecer recuadas e ter uma textura diferente da pele ao seu redor. As estrias geralmente ficam mais claras e quase desaparecem com o tempo.

Tornando-os menos visíveis

Aqui estão algumas coisas a considerar se você quiser tornar as estrias menos visíveis:

  • Algumas pessoas acham que os autobronzeadores sem sol podem ajudar a encobrir estrias. Isso não é verdade com bronzeamento normal ou camas de bronzeamento artificial : as estrias são menos propensas a bronzear-se, por isso pode parecer mais óbvio. Além disso, o sol e as camas de bronzeamento artificial fazem mais mal do que bem quando se trata da saúde a longo prazo da sua pele.
  • Tente usar maquiagem corporal combinada com o tom da sua pele para cobrir estrias. Embora alguns fabricantes tornem esses produtos de cobertura resistentes à água, a maquiagem pode não ser a melhor solução se você estiver gastando muito tempo na água.
  • Use shorts ou pranchas. Fatos de banho com mais cobertura são populares entre muitos atletas, porque protegem contra o sol e não sobem quando a pessoa se move. Mas esses estilos de roupa também funcionam bem para esconder estrias nas nádegas, coxas e peito.

Toneladas de cremes e outros produtos para a pele no mercado afirmam se livrar das estrias, mas a verdade é que a maioria não funciona e é cara.

Você não pode fazer estrias desaparecer completamente sem a ajuda de um dermatologista  ou cirurgião plástico. Esses médicos podem usar um dos muitos tipos de tratamentos – de cirurgia real a técnicas como microdermoabrasão e tratamento a laser – para reduzir a aparência de estrias.

Essas técnicas são caras e geralmente não são cobertas pelo seguro . Os médicos geralmente não os recomendam para os adolescentes porque não terminam de crescer, portanto novas estrias podem aparecer e as existentes provavelmente diminuirão com o tempo.

As 5 melhores vitaminas para o crescimento do cabelo

As 5 melhores vitaminas para o crescimento do cabelo

Muitas pessoas vêem cabelos com aparência saudável como um sinal de saúde ou beleza.

Como qualquer outra parte do corpo, o cabelo precisa de uma variedade de nutrientes para ser saudável e crescer (Fonte Confiável)

De fato, muitas deficiências nutricionais estão ligadas à perda de cabelo.

Embora fatores como idade, genética e hormônios também afetem o crescimento do cabelo, a ingestão ideal de nutrientes é fundamental.

Abaixo estão 5 vitaminas e 3 outros nutrientes que podem ser importantes para o crescimento do cabelo.

1. Vitamina A

Todas as células precisam de vitamina A para o crescimento. Isso inclui cabelos, o tecido que mais cresce no corpo humano.

A vitamina A também ajuda as glândulas da pele a produzir uma substância oleosa chamada sebo. O sebo hidrata o couro cabeludo e ajuda a manter o cabelo saudável (Fonte Confiável)

Dietas deficientes em vitamina A podem levar a vários problemas, incluindo perda de cabelo (Fonte Confiável)

Leia mais em: Magique Hair preço

Embora seja importante obter vitamina A suficiente, muito pode ser perigoso. Estudos mostram que uma overdose de vitamina A também pode contribuir para a perda de cabelo (Fonte Confiável)

Batata-doce, cenoura, abóboras, espinafre e couve são ricos em beta-caroteno, que é transformado em vitamina A.

A vitamina A também pode ser encontrada em produtos de origem animal, como leite, ovos e iogurte. O óleo de fígado de bacalhau é uma fonte particularmente boa.

Você também pode encontrar suplementos de vitamina A online .

BOTTOM LINE:Seu cabelo precisa de vitamina A para se manter hidratado e crescer. Boas fontes incluem batata doce, cenoura, espinafre, couve e alguns alimentos de origem animal.

2. Vitaminas B

Uma das vitaminas mais conhecidas para o crescimento do cabelo é uma vitamina B chamada biotina.

Estudos ligam a deficiência de biotina à perda de cabelo em humanos (Fonte Confiável)

Embora a biotina seja usada como um tratamento alternativo para a perda de cabelo, aqueles que são deficientes têm os melhores resultados.

No entanto, a deficiência é muito rara porque ocorre naturalmente em uma ampla gama de alimentos.

Há também uma falta de dados sobre se a biotina é eficaz para o crescimento do cabelo em indivíduos saudáveis.

Outras vitaminas do complexo B ajudam a criar glóbulos vermelhos, que transportam oxigênio e nutrientes para o couro cabeludo e os folículos capilares. Esses processos são importantes para o crescimento do cabelo.

Você pode obter vitaminas do complexo B de muitos alimentos, incluindo grãos integrais, amêndoas, carne, peixe, frutos do mar e verduras escuras e folhosas.

Além disso, os alimentos de origem animal são as únicas boas fontes de vitamina B12. Então, se você está seguindo uma dieta vegetariana ou vegana , considere tomar um suplemento.

Você pode encontrar suplementos de vitamina B online .

CONCLUSÃO:As vitaminas B ajudam a transportar oxigênio e nutrientes para o couro cabeludo, o que ajuda no crescimento do cabelo. Grãos integrais, carne, frutos do mar e verduras escuras e folhosas são boas fontes de vitaminas do complexo B.

3. Vitamina C

Os danos causados ​​pelos radicais livres podem bloquear o crescimento e causar envelhecimento do cabelo.

A vitamina C é um poderoso antioxidante que ajuda a proteger contra o estresse oxidativo causado pelos radicais livres (Fonte Confiável)

Além disso, seu corpo precisa de vitamina C para criar uma proteína conhecida como colágeno – uma parte importante da estrutura capilar.

A vitamina C também ajuda seu corpo a absorver ferro, um mineral necessário para o crescimento do cabelo.

Morangos, pimentões, goiabas e frutas cítricas são boas fontes de vitamina C.

BOTTOM LINE: Avitamina C é necessária para produzir colágeno e pode ajudar a prevenir o envelhecimento do cabelo. Boas fontes incluem pimentos, frutas cítricas e morangos.

4. Vitamina D

Baixos níveis de vitamina D estão associados à alopecia, um termo técnico para queda de cabelo (Fonte Confiável)

Pesquisas também mostram que a vitamina D pode ajudar a criar novos folículos – os minúsculos poros do couro cabeludo, onde novos cabelos podem crescer ( 8 ).

Pensa-se que a vitamina D desempenhe um papel na produção capilar, mas a maioria das pesquisas se concentra nos receptores de vitamina D. O papel real da vitamina D no crescimento do cabelo é desconhecido.

Dito isto, a maioria das pessoas não ingere vitamina D suficiente e ainda pode ser uma boa ideia aumentar sua ingestão.

Seu corpo produz vitamina D através do contato direto com os raios do sol. Boas fontes alimentares de vitamina D incluem peixe gordo, óleo de fígado de bacalhau, alguns cogumelos e alimentos enriquecidos.

Suplementos de vitamina D estão disponíveis online .

CONCLUSÃO:O papel real da vitamina D no crescimento do cabelo não é compreendido, mas uma forma de perda de cabelo está ligada a deficiências. Você pode aumentar os níveis de vitamina D através da exposição ao sol ou comendo certos alimentos.

5. Vitamina E

Semelhante à vitamina C, a vitamina E é um antioxidante que pode prevenir o estresse oxidativo.

Em um estudo, pessoas com perda de cabelo experimentaram um aumento de 34,5% no crescimento de cabelo após suplementação com vitamina E por 8 meses (Fonte Confiável)

O grupo placebo teve apenas um aumento de 0,1% (Fonte Confiável)

Sementes de girassol, amêndoas, espinafre e abacate são boas fontes de vitamina E.

Você também pode encontrar suplementos de vitamina E online.

CONCLUSÃO: Avitamina E ajuda a prevenir o estresse oxidativo e aumentar o crescimento do cabelo. Boas fontes alimentares incluem sementes de girassol, amêndoas, espinafre e abacate.

6. Ferro

O ferro ajuda os glóbulos vermelhos a transportar oxigênio para as células. Isso o torna um mineral importante para muitas funções corporais, incluindo o crescimento do cabelo.

A deficiência de ferro, que causa anemia, é uma das principais causas de perda de cabelo. É especialmente comum em mulheres (10 Fonte Confiável11 Fonte Confiável12 Fonte Confiável13 Fonte Confiável)

Os alimentos ricos em ferro incluem amêijoas, ostras, ovos, carne vermelha, espinafre e lentilhas.

Suplementos de ferro estão disponíveis online .

BOTTOM LINE:A deficiência de ferro é uma das principais causas de perda de cabelo, especialmente em mulheres. As melhores fontes de ferro incluem amêijoas, ostras, ovos, carne vermelha, espinafre e lentilhas.

Tem perguntas médicas? Conecte-se com um médico experiente certificado pela placa on-line ou por telefone. Pediatras e outros especialistas disponíveis 24/7.

PERGUNTE A UM MÉDICO AGORA
7. Zinco

O zinco desempenha um papel importante no crescimento e reparo dos tecidos capilares. Também ajuda a manter as glândulas sebáceas ao redor dos folículos funcionando corretamente.

A perda de cabelo é um sintoma comum da deficiência de zinco (14 Fonte Confiável15 Fonte Confiável)

Estudos mostram que os suplementos de zinco reduzem a perda de cabelo causada pela deficiência de zinco (16 Fonte Confiável17 Fonte Confiável)

No entanto, existem relatos anedóticos de que a suplementação com uma dose muito alta também pode contribuir para a queda de cabelo.

Por esse motivo, pode ser melhor obter zinco com alimentos integrais. Os alimentos ricos em zinco incluem ostras, carne, espinafre, gérmen de trigo, sementes de abóbora e lentilhas.

BOTTOM LINE:O zinco mineral pode melhorar o crescimento do cabelo em pessoas com deficiência. Boas fontes incluem ostras, carne e sementes de abóbora.

8. Proteína

O cabelo é feito quase inteiramente de proteína . Consumir o suficiente é importante para o crescimento do cabelo.

Estudos em animais mostram que a deficiência de proteína pode diminuir o crescimento do cabelo e até levar à perda de cabelo (18 Fonte Confiável19 fonte confiável20 Fonte Confiável)

No entanto, a deficiência protéica real é extremamente rara nos países ocidentais.

CONCLUSÃO:ingerir proteína suficiente é importante para o crescimento do cabelo, embora uma deficiência de proteína seja rara nos países ocidentais atualmente.

Você deve tomar um suplemento capilar?

A comida é a melhor fonte de vitaminas que você precisa para o crescimento do cabelo.

No entanto, se você não conseguir o suficiente em sua dieta, suplementos podem ser úteis.

Segundo a pesquisa, os suplementos funcionam melhor em indivíduos que já são deficientes(22 Fonte Confiável)

Além disso, grandes doses de vitaminas e minerais podem ser prejudiciais se você não for deficiente. Portanto, trabalhe com um médico para determinar se você tem uma deficiência ou não.

No final do dia, a melhor maneira de obter esses nutrientes é comer uma dieta equilibrada e real baseada em alimentos, que inclui muitos alimentos ricos em nutrientes .

Plano de refeições para musculação: O que comer, o que evitar

Plano de refeições para musculação: O que comer, o que evitar

O culturismo é centrado em torno da construção dos músculos do seu corpo através do levantamento de peso e nutrição.

Seja recreativa ou competitiva, o culturismo é geralmente chamado de estilo de vida, pois envolve tanto o tempo que você gasta dentro e fora da academia.

Para maximizar seus resultados na academia, você deve se concentrar em sua dieta, pois comer alimentos errados pode ser prejudicial aos seus objetivos de musculação.

Este artigo explica o que comer e evitar em uma dieta de musculação e fornece um menu de amostra de uma semana.

Compartilhar no Pinterest
Noções básicas de musculação

O culturismo difere do levantamento de peso ou levantamento olímpico, pois é julgado pela aparência física do competidor, e não pela força física.

Como tal, os fisiculturistas aspiram a desenvolver e manter um físico equilibrado, magro e muscular.

Para fazer isso, muitos fisiculturistas começam com um período de entressafra seguido de um modo de se alimentar no período da estação – referido como fase de volume e corte, respectivamente.

Leia mais em: Sinedrol comprar

Durante a fase de volume, que pode durar meses ou anos, os fisiculturistas seguem uma dieta rica em proteínas e rica em calorias e levantam pesos intensamente com o objetivo de construir o máximo de músculo possível (Fonte Confiável)

A fase de corte a seguir se concentra em perder o máximo de gordura possível, mantendo a massa muscular desenvolvida durante a fase de volume. Isso é alcançado através de alterações específicas na dieta e no exercício, durante um período de 12 a 26 semanas (Fonte Confiável)

RESUMO Otreinamento e a dieta para musculação geralmente são divididos em duas fases: aumento de volume e corte. O objetivo da fase de volume é construir músculos, enquanto a fase de corte é dedicada à preservação dos músculos e perda de gordura corporal.

Benefícios do Bodybuilding

Existem vários benefícios para a saúde associados ao fisiculturismo.

A fim de manter e construir músculos, os fisiculturistas se exercitam com freqüência, realizando treinamento aeróbico e de resistência.

O treinamento resistido aumenta a força e o tamanho muscular. A força muscular está altamente correlacionada com um menor risco de morte por câncer, doenças cardíacas e renais, além de várias outras doenças críticas (Fonte Confiável)

O exercício aeróbico, que os fisiculturistas implementam regularmente para reduzir a gordura corporal, melhora a saúde do coração e reduz significativamente o risco de desenvolver ou morrer de doença cardíaca – o assassino número um na América (Fonte ConfiávelFonte Confiável)

Além do exercício, os fisiculturistas também se concentram em sua nutrição.

Com um planejamento cuidadoso, os fisiculturistas podem comer de uma maneira que não apenas apóie seus esforços na academia, mas também os mantenha saudáveis.

Seguir um padrão de alimentação saudável, incluindo alimentos ricos em nutrientes de todos os grupos de alimentos em quantidades apropriadas, pode reduzir significativamente o risco de doenças crônicas (Fonte Confiável)

RESUMO OSfisiculturistas exercitam-se regularmente e podem comer dietas bem planejadas e densas em nutrientes, as quais oferecem muitos benefícios à saúde.

Necessidades calóricas e macronutrientes

O objetivo dos fisiculturistas competitivos é aumentar a massa muscular na fase de volume e reduzir a gordura corporal na fase de corte. Portanto, você consome mais calorias na fase de volume do que na fase de corte.

Quantas calorias você precisa?

A maneira mais fácil de determinar quantas calorias você precisa é se pesar pelo menos três vezes por semana e registrar o que você come usando um aplicativo de rastreamento de calorias .

Se o seu peso permanecer o mesmo, o número diário de calorias que você ingere são as calorias de manutenção – em outras palavras, você não está perdendo ou ganhando peso, mas mantendo-o.

Durante a fase de volume, é recomendável aumentar em 15% a ingestão de calorias. Por exemplo, se suas calorias de manutenção são 3.000 por dia, você deve comer 3.450 calorias por dia (3.000 x 0,15 = 450) durante a fase de aumento de volume (Fonte Confiável)

Ao fazer a transição de uma fase de volume para uma fase de corte, você diminuiria suas calorias de manutenção em 15%, o que significa que você consumir 2.550 calorias por dia em vez de 3.450.

À medida que você ganha peso na fase de volume ou perde peso na fase de corte, será necessário ajustar sua ingestão de calorias pelo menos mensalmente para levar em conta alterações no seu peso.

Aumente suas calorias à medida que ganha peso na fase de volume e diminua-as à medida que perde peso na fase de corte para a progressão contínua.

Durante as duas fases, é recomendável não perder ou ganhar mais de 0,5% a 1% do seu peso corporal por semana. Isso garante que você não perca muito músculo durante a fase de corte ou ganhe muita gordura corporal durante a fase de volume (Fonte Confiável)

Proporção de Macronutrientes

Depois de estabelecer o número de calorias necessárias, você pode determinar sua proporção de macronutrientes , que é a proporção entre sua ingestão de proteínas, carboidratos e gorduras.

Ao contrário da diferença nas suas necessidades calóricas entre a fase de volume e corte, sua proporção de macronutrientes não muda.

Proteínas e carboidratos contêm quatro calorias por grama e gordura contém nove.

É recomendável que você obtenha (Fonte ConfiávelFonte Confiável):

  • 30-35% de suas calorias provenientes de proteínas
  • 55-60% de suas calorias de carboidratos
  • 15–20% de suas calorias provenientes de gordura

Aqui está um exemplo da proporção para uma fase de volume e corte:

Fase de volume Fase de corte
Calorias 3.450 2.550
Proteína (gramas) 259-302 191–223
Carboidratos (gramas) 474-518 351-383
Gordura (gramas) 58-77 43-57

Essas são diretrizes gerais; portanto, é melhor consultar um nutricionista registrado para determinar suas necessidades individuais com base em seus objetivos para garantir que sua dieta seja nutricionalmente adequada.

RESUMO Aingestão calórica recomendada, mas não a proporção de macronutrientes, difere entre as fases de volume e corte. Para explicar as alterações de peso, ajuste sua ingestão de calorias todos os meses.

Nutrição Musculação: Alimentos para Comer e Evitar

Como o treinamento, a dieta é uma parte vital do fisiculturismo.

Comer os alimentos certos nas quantidades apropriadas fornece aos músculos os nutrientes de que eles precisam para se recuperar dos treinos e ficar maiores e mais fortes.

Por outro lado, consumir os alimentos errados ou não consumir o suficiente dos certos deixará resultados abaixo da média.

Aqui estão os alimentos que você deve focar e os alimentos a limitar ou evitar:

Alimentos para se concentrar

Os alimentos que você come não precisam diferir entre a fase de volume e corte – geralmente, são as quantidades que fazem.

Os alimentos para comer incluem (Fonte Confiável):

  • Carnes, aves e peixes: bife do lombo, carne moída, lombo de porco, carne de veado, peito de frango, salmão, tilápia e bacalhau.
  • Laticínios: iogurte, queijo cottage, leite desnatado e queijo.
  • Grãos: Pão, cereais, bolachas, aveia, quinoa , pipoca e arroz.
  • Frutas: Laranjas, maçãs, bananas, uvas, peras, pêssegos, melancia e frutas.
  • Vegetais ricos em amido : batata, milho, ervilha, feijão verde e mandioca .
  • Legumes: brócolis, espinafre, salada de folhas verdes, tomate, feijão verde, pepino, abobrinha, aspargo, pimentão e cogumelos.
  • Sementes e nozes: amêndoas, nozes, sementes de girassol, sementes de chia e sementes de linho.
  • Feijão e legumes: grão de bico, lentilha, feijão, feijão preto e feijão.
  • Óleos: Azeite, linhaça e abacate.

Alimentos a limitar

Embora você deva incluir uma variedade de alimentos em sua dieta, há alguns que você deve limitar.

Esses incluem:

  • Álcool: o álcool pode afetar negativamente sua capacidade de construir músculos e perder gordura, especialmente se você o consumir em excesso (Fonte Confiável)
  • Açúcares adicionados: eles oferecem muitas calorias, mas poucos nutrientes. Os alimentos ricos em açúcar adicionado incluem doces, biscoitos, rosquinhas, sorvetes, bolos e bebidas açucaradas, como refrigerantes e bebidas esportivas (Fonte Confiável)
  • Alimentos fritos: podem promover inflamação e – quando consumidos em excesso – doenças. Exemplos incluem peixe frito, batata frita, anéis de cebola, tiras de frango e coalhada de queijo (Fonte Confiável)

Além de limitar esses fatores, convém evitar certos alimentos antes de ir ao ginásio, que podem retardar a digestão e causar dores de estômago durante o treino.

Esses incluem:

  • Alimentos com alto teor de gordura: Carnes com alto teor de gordura, alimentos amanteigados e molhos ou cremes pesados.
  • Alimentos ricos em fibras: feijão e vegetais crucíferos, como brócolis ou couve-flor.
  • Bebidas carbonatadas: Água com gás ou refrigerante diet.

Suplementos de Musculação

Muitos fisiculturistas tomam suplementos alimentares, alguns dos quais são úteis enquanto outros não (10 Fonte Confiável11 Fonte Confiável)

Os melhores suplementos para musculação incluem:

  • Whey protein: consumir whey protein em pó é uma maneira fácil e conveniente de aumentar sua ingestão de proteínas.
  • Creatina: A creatina fornece aos músculos a energia necessária para realizar uma repetição adicional ou duas. Embora existam muitas marcas de creatina, procure a creatina monohidratada, pois é a mais eficaz (12 Fonte Confiável)
  • Cafeína: a cafeína diminui a fadiga e permite que você trabalhe mais. É encontrado em suplementos pré-treino, café ou chá (13 Fonte Confiável)

Um suplemento multivitamínico e mineral pode ser útil se você estiver limitando sua ingestão de calorias, em um esforço para reduzir a gordura corporal durante a fase de corte.

RESUMOInclua uma variedade de alimentos ricos em nutrientes em e dentro de todos os grupos de alimentos da sua dieta. Evite ou limite o álcool, alimentos com adição de açúcar e alimentos fritos. Além de sua dieta, proteínas de soro de leite, creatina e cafeína podem ser suplementos úteis.

Os 12 melhores alimentos para uma pele saudável

Os 12 melhores alimentos para uma pele saudável

A nutrição é importante para a saúde. Uma dieta não saudável pode danificar seu metabolismo, causar ganho de peso e até machucar órgãos, como coração e fígado.

Mas o que você come também afeta outro órgão – sua pele.

À medida que os cientistas aprendem mais sobre dieta e corpo, fica cada vez mais claro que o que você come pode afetar significativamente a saúde e o envelhecimento da pele.

Este artigo analisa 12 dos melhores alimentos para manter a pele saudável.

Leia também: Melannun Age preço

1. Peixe gordo

Peixes gordurosos, como salmão, cavala e arenque, são excelentes alimentos para a pele saudável. São fontes ricas de ácidos graxos ômega-3 , importantes para a manutenção da saúde da pele ( 1 ).

Os ácidos graxos ômega-3 são necessários para manter a pele espessa, flexível e hidratada. De fato, uma deficiência em gorduras ômega-3 pode causar pele seca ( 1 ,2 Fonte Confiável)

As gorduras ômega-3 nos peixes reduzem a inflamação, que pode causar vermelhidão e acne. Eles podem até tornar sua pele menos sensível aos raios UV prejudiciais do sol (2 Fonte Confiável, 3 Fonte Confiável)

Alguns estudos mostram que os suplementos de óleo de peixe podem combater condições inflamatórias e autoimunes que afetam a pele, como psoríase e lúpus (4 Fonte Confiável)

O peixe gordo também é uma fonte de vitamina E, um dos antioxidantes mais importantes para a sua pele. A ingestão suficiente de vitamina E é essencial para proteger sua pele contra danos causados ​​por radicais livres e inflamação (5 Fonte Confiável)

Esse tipo de frutos do mar também é uma fonte de proteína de alta qualidade, necessária para manter a força e a integridade da pele (5 Fonte Confiável)

Por fim, o peixe fornece zinco – um mineral vital para regular a inflamação, a produção de novas células da pele e a saúde geral da pele. A deficiência de zinco pode levar a inflamação da pele, lesões e atraso na cicatrização de feridas (6 Fonte Confiável)

RESUMOOs tipos de peixes gordurosos, como o salmão, contêm ácidos graxos ômega-3 que podem reduzir a inflamação e manter a pele hidratada. Eles também são uma boa fonte de proteína de alta qualidade, vitamina E e zinco.

2. Abacates

Abacates são ricos em gorduras saudáveis. Essas gorduras beneficiam muitas funções do seu corpo, incluindo a saúde da sua pele (7 Fonte Confiável)

Obter o suficiente dessas gorduras é essencial para manter a pele flexível e hidratada.

Um estudo em mais de 700 mulheres descobriu que uma alta ingestão de gordura total – especificamente os tipos de gorduras saudáveis ​​encontradas nos abacates – estava associada a uma pele mais flexível e flexível (8 Fonte Confiável)

Evidências preliminares também mostram que os abacates contêm compostos que podem proteger sua pele dos danos causados ​​pelo sol. Os danos dos raios UV na pele podem causar rugas e outros sinais de envelhecimento (8 Fonte Confiável, 9 Fonte Confiável)

Os abacates também são uma boa fonte de vitamina E , que é um antioxidante importante que ajuda a proteger a pele dos danos oxidativos. A maioria dos americanos não ingere vitamina E suficiente com a dieta.

Curiosamente, a vitamina E parece ser mais eficaz quando combinada com a vitamina C (5 Fonte Confiável)

A vitamina C também é essencial para a pele saudável. Sua pele precisa criar colágeno, que é a principal proteína estrutural que mantém sua pele forte e saudável (10 Fonte Confiável)

Atualmente, uma deficiência de vitamina C é rara, mas os sintomas comuns incluem pele seca, áspera e escamosa, que tende a se machucar facilmente.

A vitamina C também é um antioxidante que protege a pele dos danos oxidativos – causados ​​pelo sol e pelo meio ambiente – que podem levar a sinais de envelhecimento (10 Fonte Confiável)

Uma porção de 100 gramas, ou cerca de 1/2 de um abacate, fornece 10% da ingestão diária de referência (RDI) para vitamina E e 17% do RDI para vitamina C ( 11 ).

RESUMO OSabacates são ricos em gorduras benéficas e contêm vitaminas E e C, que são importantes para a pele saudável. Eles também embalam compostos que podem proteger sua pele dos danos causados ​​pelo sol.

3. Nozes

As nozes têm muitas características que as tornam um excelente alimento para a pele saudável.

Eles são uma boa fonte de ácidos graxos essenciais, que são gorduras que seu corpo não pode produzir por si próprio.

Na verdade, são mais ricos do que a maioria das outras nozes nos ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 ( 12 ,13 Fonte Confiável)

Uma dieta muito rica em gorduras ômega-6 pode promover inflamação, incluindo condições inflamatórias da pele, como a psoríase. Por outro lado, as gorduras ômega-3 reduzem a inflamação no seu corpo, inclusive na pele (13 Fonte Confiável)

Embora os ácidos graxos ômega-6 sejam abundantes na dieta ocidental, as fontes de ácidos graxos ômega-3 são raras. Como as nozes contêm uma boa proporção desses ácidos graxos , elas podem combater a resposta inflamatória ao ômega-6 excessivo.

Além disso, as nozes contêm outros nutrientes que sua pele precisa para funcionar corretamente e permanecer saudável.

Uma onça (28 gramas) de nozes contém 6% do RDI para zinco, essencial para a pele funcionar corretamente como uma barreira, bem como necessário para a cicatrização de feridas e o combate a bactérias e inflamações (14 Fonte Confiável)

As nozes também fornecem pequenas quantidades dos antioxidantes vitamina E, vitamina C e selênio, além de 4-5 gramas de proteína por onça (28 gramas) ( 12 ).

RESUMO ASnozes são uma boa fonte de gorduras essenciais, zinco, vitamina E, vitamina C, selênio e proteína – todos nutrientes que sua pele precisa para se manter saudável.

4. Sementes de girassol

Em geral, nozes e sementes são boas fontes de nutrientes que estimulam a pele.

Sementes de girassol são um excelente exemplo.

Uma onça (28 gramas) de sementes de girassol contém 37% da RDI para vitamina E, 32% da RDI para selênio, 10% da RDI para zinco e 5,4 gramas de proteína ( 15 ).

RESUMOAs sementes de girassol são uma excelente fonte de nutrientes, incluindo a vitamina E, que é um antioxidante importante para a pele.

5. Batata Doce

O beta-caroteno é um nutriente encontrado nas plantas.

Funciona como provitamina A, o que significa que pode ser convertido em vitamina A em seu corpo.

O beta-caroteno é encontrado em laranjas e vegetais, como cenoura, espinafre e batata doce (5 Fonte Confiável, 16 Fonte Confiável)

A batata doce é uma excelente fonte – uma porção de 1/2 xícara (100 gramas) de batata doce cozida contém beta-caroteno suficiente para fornecer quase quatro vezes o IDR da vitamina A ( 17 ).

Carotenóides como o beta-caroteno mantêm sua pele saudável, agindo como um protetor solar natural.

Quando consumido, esse antioxidante é incorporado à pele e protege as células da pele da exposição ao sol. Isso pode ajudar a prevenir queimaduras solares, morte celular e pele seca e enrugada.

Curiosamente, grandes quantidades de beta-caroteno também podem adicionar uma cor laranja quente à sua pele, contribuindo para uma aparência mais saudável (5 Fonte Confiável)

RESUMOA batata-doce é uma excelente fonte de beta-caroteno, que atua como um filtro solar natural e pode proteger sua pele dos danos causados ​​pelo sol.

6. Pimentão Vermelho ou Amarelo

Como a batata-doce, o pimentão é uma excelente fonte de beta-caroteno, que seu corpo converte em vitamina A.

Uma xícara (149 gramas) de pimentão vermelho picado contém o equivalente a 92% do RDI para a vitamina A ( 18 ).

Eles também são uma das melhores fontes de vitamina C , necessárias para criar o colágeno protéico, que mantém a pele firme e forte. Um único copo (149 gramas) de pimentão fornece 317% do RDI impressionante para a vitamina C ( 18 ).

Um grande estudo observacional em mulheres vinculou a ingestão de bastante vitamina C a um risco reduzido de pele seca e enrugada com a idade (19 fonte confiável)

RESUMOO pimentão contém bastante beta-caroteno e vitamina C – ambos antioxidantes importantes para a pele. A vitamina C também é necessária para criar colágeno, a proteína estrutural que mantém a pele forte.

7. Brócolis

O brócolis é rico em muitas vitaminas e minerais importantes para a saúde da pele, incluindo zinco, vitamina A e vitamina C ( 20 ).

Ele também contém luteína, um carotenóide que funciona como beta-caroteno. A luteína protege a pele dos danos oxidativos, que podem fazer com que a pele fique seca e enrugada.

Mas os brócolis também contêm um composto especial chamado sulforafano, que possui alguns benefícios potenciais impressionantes. Pode até ter efeitos anticâncer , inclusive em alguns tipos de câncer de pele (21 Fonte Confiável, 22 Fonte Confiável)

O sulforafano também é um poderoso agente protetor contra danos causados ​​pelo sol. Funciona de duas maneiras: neutralizando os radicais livres nocivos e ativando outros sistemas de proteção do corpo (22 Fonte Confiável, 23 Fonte Confiável)

Em testes de laboratório, o sulforafano reduziu o número de células da pele mortas pela luz UV em até 29%, com proteção com duração de até 48 horas. As evidências sugerem que o sulforafano também pode manter os níveis de colágeno na pele (23 Fonte Confiável)

RESUMO Obrócolis é uma boa fonte de vitaminas, minerais e carotenóides, importantes para a saúde da pele. Ele também contém sulforafano, que pode ajudar a prevenir o câncer de pele e proteger a pele das queimaduras solares.

8. Tomates

O tomate é uma ótima fonte de vitamina C e contém todos os principais carotenóides, incluindo o licopeno.

Demonstrou-se que o betacaroteno, a luteína e o licopeno protegem a pele contra danos causados ​​pelo sol. Eles também podem ajudar a evitar rugas (24 fonte confiável, 25 Fonte Confiável, 26 Fonte Confiável)

Como os tomates contêm todos os principais carotenóides, eles são um excelente alimento para manter a pele saudável.

Considere emparelhar alimentos ricos em carotenóides, como tomates, com uma fonte de gordura, como queijo ou azeite . A gordura aumenta a absorção de carotenóides (27 Fonte Confiável)

RESUMO Otomate é uma boa fonte de vitamina C e de todos os principais carotenóides, principalmente o licopeno. Esses carotenóides protegem a pele dos danos causados ​​pelo sol e podem ajudar a evitar rugas.

9. Soja

A soja contém isoflavonas, uma categoria de compostos vegetais que podem imitar ou bloquear o estrogênio em seu corpo.

As isoflavonas podem beneficiar várias partes do seu corpo, incluindo a pele.

Um pequeno estudo em mulheres de meia idade descobriu que comer isoflavonas de soja todos os dias por 8 a 12 semanas reduzia as rugas finas e melhor a elasticidade da pele (28 Fonte Confiável)

Nas mulheres na pós-menopausa, a soja também pode melhorar a secura da pele e aumentar o colágeno, o que ajuda a manter a pele macia e forte (29 Fonte Confiável)

Essas isoflavonas não apenas protegem as células de seu corpo contra danos, mas também sua pele da radiação UV – o que pode ajudar a prevenir alguns tipos de câncer de pele (30 Fonte Confiável, 31 Fonte Confiável, 32 Fonte confiável)

RESUMO Asoja contém isoflavonas, que demonstraram melhorar as rugas, colágeno, elasticidade e ressecamento da pele, além de proteger a pele dos danos causados ​​pelos raios UV.

10. Chocolate amargo

Se você precisar de mais um motivo para comer chocolate, aqui está: Os efeitos do cacau na pele são bastante fenomenais.

Após 6 a 12 semanas consumindo um pó de cacau rico em antioxidantes por dia, os participantes de um estudo experimentam uma pele mais espessa e mais hidratada.

A pele deles também era menos áspera e escamosa, menos sensível às queimaduras solares e tinha melhor fluxo sanguíneo – o que traz mais nutrientes para a pele (33 Fonte Confiável)

Outro estudo descobriu que a ingestão de 20 gramas de chocolate escuro com alto teor de antioxidantes por dia pode permitir que sua pele resista ao dobro da radiação UV antes de queimar, em comparação com a ingestão de chocolate com baixo teor de antioxidantes (34 Fonte Confiável)

Vários outros estudos produziram resultados semelhantes, incluindo melhorias no aparecimento de rugas. No entanto, lembre-se de que pelo menos um estudo não encontrou efeitos significativos (34 Fonte Confiável, 35 Fonte Confiável, 36 Fonte Confiável, 37 Fonte Confiável)

Certifique-se de escolher chocolate escuro com pelo menos 70% de cacau, a fim de maximizar os benefícios e manter o açúcar adicionado ao mínimo.

RESUMO Ocacau contém antioxidantes que podem proteger sua pele contra queimaduras solares. Esses antioxidantes também podem melhorar as rugas, a espessura da pele, a hidratação, o fluxo sanguíneo e a textura da pele.

11. Chá verde

O chá verde pode proteger sua pele contra danos e envelhecimento.

Os poderosos compostos encontrados no chá verde são chamados catequinas e trabalham para melhorar a saúde da sua pele de várias maneiras.

Como vários outros alimentos que contêm antioxidantes, o chá verde pode ajudar a proteger sua pele contra danos causados ​​pelo sol (38 Fonte Confiável, 39 Fonte Confiável, 40 Fonte confiável)

Um estudo de 12 semanas em 60 mulheres descobriu que beber chá verde diariamente pode reduzir a vermelhidão da exposição ao sol em até 25%. O chá verde também melhorou a umidade, aspereza, espessura e elasticidade da pele (41 Fonte confiável)

Embora o chá verde seja uma ótima opção para uma pele saudável, evite tomar seu chá com leite . Há evidências de que o leite pode reduzir o impacto dos antioxidantes do chá verde (42 Fonte confiável)

RESUMOAs catequinas encontradas no chá verde são poderosos antioxidantes que podem proteger a pele dos danos causados ​​pelo sol e reduzir a vermelhidão, além de melhorar sua hidratação, espessura e elasticidade.

12. Vinho Tinto

O vinho tinto é famoso por conter resveratrol, um composto que vem da casca das uvas vermelhas.

O resveratrol é creditado com uma ampla gama de benefícios à saúde, entre eles a redução dos efeitos do envelhecimento.

Estudos em tubo de ensaio sugerem que também pode retardar a produção de radicais livres nocivos, que danificam as células da pele e causam sinais de envelhecimento (7 Fonte Confiável, 43 Fonte Confiável)

Infelizmente, não há muita evidência de que a quantidade de resveratrol que você recebe de um copo de vinho tinto seja suficiente para impactar sua pele. E como o vinho tinto é uma bebida alcoólica, há efeitos negativos em beber em excesso.

Não é recomendável começar a beber vinho tinto apenas por causa de seus potenciais benefícios à saúde. No entanto, se você já bebe com moderação, poderá desfrutar de vinho tinto como sua bebida alcoólica preferida.

RESUMO Oresveratrol, o famoso antioxidante encontrado no vinho tinto, pode retardar o processo de envelhecimento da pele, prejudicando os radicais livres nocivos que danificam a pele.

O consumo regular de chá verde

O consumo regular de chá verde influencia a expressão do fator de crescimento endotelial vascular e seu receptor no tecido erétil de ratos idosos? 

Vamos para:

Abstrato

A disfunção erétil (DE) é uma doença altamente prevalente que afeta milhões de homens em todo o mundo, com tendência a um aumento generalizado. A DE é agora considerada uma manifestação precoce da aterosclerose e, consequentemente, um precursor da doença vascular sistêmica. A aterosclerose e a DE compartilham fatores de risco potencialmente modificáveis, como fumar ou ingestão de alimentos com alto teor de gordura, mas não está claro como o consumo regular de bebidas ricas em antioxidantes, que exibem características anti-ateroscleróticas reconhecidas, afeta a progressão da DE. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos moduladores do consumo crônico de bebidas ricas em catequina na estrutura vascular do corpo cavernoso de rato e como isso poderia contribuir para retardar ou prevenir o aparecimento de DE. Ratos Wistar machos com 12 meses de idade foram tratados com chá verde (GT) ou uma solução de extrato de chá verde (GTE) como a única fonte líquida por 6 meses. O consumo de GT e GTE levou à diminuição dos níveis plasmáticos de androgênio, sem qualquer alteração significativa nos níveis lipídicos plasmáticos. Foi observada uma redução no armazenamento intracelular de lipídios do corpo cavernoso, associada à diminuição da expressão do fator de crescimento endotelial vascular (VEGF) e de seu receptor VEGFR2 nas células endoteliais. Tomados em conjunto, esses resultados sugerem diminuição da progressão aterosclerótica no tecido cavernoso. No entanto, estudos funcionais serão necessários para elucidar se as bebidas ricas em catequina são compostos úteis na prevenção de eventos vasculares deletérios associados à disfunção erétil. Também foi demonstrado que o consumo regular de catequinas reduz a progressão aterosclerótica e a mortalidade devido a doenças cardiovasculares. Os resultados aqui relatados sugerem uma progressão aterosclerótica diminuída no tecido cavernoso em ratos idosos após a ingestão crônica de bebidas ricas em catequina.

Palavras-chave: Envelhecimento, Catequinas, Disfunção erétil, Testosterona, VEGF, Receptores VEGF
Vamos para:

Introdução

A disfunção erétil (DE) é uma doença altamente prevalente que afeta milhões de homens em todo o mundo, com tendência a um aumento generalizado (Ayta et al. 1999 ). Por muitos anos, a DE foi vista como uma complicação relacionada à idade de doenças cardiovasculares, diabetes mellitus e hipertensão arterial, mas essa disfunção agora é considerada uma manifestação precoce da aterosclerose e, consequentemente, um precursor da doença vascular sistêmica (Cheitlin 2004 ). Portanto, vários autores consideram que todos os homens com disfunção erétil devem ser considerados em risco de doença cardiovascular até prova em contrário (Blumentals et al. 2004 ; Vlachopoulos et al. 2005 ).

Os pequenos vasos do pênis são muito sensíveis a mudanças estruturais e funcionais (Kaya et al. 2006 ). O DE vasculogênico, que ocorre em dois terços dos casos, inclui o DE arteriogênico (insuficiência da artéria cavernosa) e o DE veno-oclusivo, que são comumente discutidos separadamente, mas geralmente coexistem no mesmo paciente (Azadzoi 2006 ). O DE vasculogênico é freqüentemente causado por comprometimento vascular associado ao relaxamento do músculo liso cavernoso, que é considerado uma disfunção endotelial (Goldstein 2003 ; Guay 2007) e a conexão etiológica entre DE e doença vascular sistêmica. A disfunção endotelial é definida como incapacidade de vasodilatação de maneira dependente do endotélio, e é devida à biodisponibilidade prejudicada de óxido nítrico (NO) que normalmente está associada à síntese diminuída de NO ou à sua degradação aumentada no músculo liso perivascular. Além disso, o NO endotelial exerce especificamente efeitos vasoprotetores, impedindo o desenvolvimento de aterosclerose e diminuindo o risco cardiovascular (Busse e Fleming 1996 ; Gewaltig e Kojda 2002 ).

Leia mais em: Mutuba Anvisa

O déficit angiogênico cavernoso também contribui para a DE, e foi demonstrado que a injeção intracavernosa do fator de crescimento endotelial vascular (VEGF), o principal fator de crescimento angiogênico, facilita a recuperação da função erétil em modelos experimentais de DE em ratos (Lee et al. 2002 ; Gholami et al. 2003 ; Rogers et al. 2003 ; Park et al. 2004 ). Por outro lado, o DE vasculogênico associado à aterosclerose dos corpos cavernosos pode ser considerado uma patologia de hipóxia / isquemia propriamente dita, atuando assim como um indutor de angiogênese (Egami et al. 2006 ).

A patologia subjacente à doença cardiovascular é geralmente a aterosclerose, que se desenvolve gradualmente ao longo dos anos antes de se manifestar como DE, ataque cardíaco ou derrame (Jackson 2004 ). A própria aterosclerose está fortemente relacionada a fatores de risco, como hipertensão, alto consumo de gordura, tabagismo e colesterol alto (De Backer et al. 2003 ). Os mesmos fatores de risco também estão associados a um risco aumentado de progressão de DE (Esposito e Giugliano 2005 ; Bacon et al. 2006 ; Greenfield e Donatucci 2007 ). O mecanismo por trás da ação de fatores tão diferentes não é conhecido, mas existe uma forte crença de que as espécies reativas de oxigênio desempenham um papel importante (Halliwell e Gutteridge, 1999).), sugerindo que os antioxidantes podem ter efeitos protetores nessa situação. De fato, verificou-se que a ingestão de suco de pomegrato, uma bebida rica em antioxidantes, preservava a função do tecido erétil e evitava fibrose cavernosa na DE arteriogênica em coelhos jovens (Azadzoi et al. 2005 ).

O chá verde (GT), obtido a partir da infusão de folhas de Camellia sinensis não fermentadas , é uma bebida natural enriquecida com antioxidantes que contém níveis substanciais de catequinas. As catequinas são flavonóides pertencentes a uma família de compostos polifenólicos, dos quais os membros mais abundantes no GT são epicatequina (EC), epicatequina-3-galato (ECG), epigalocatequina (EGC) e epigalocatequina-3-galato (EGCG). A ingestão regular de GT (Riemersma et al. 2001 ; Stoclet et al. 2004 ; Kavantzas et al. 2006 ) ou extrato de chá verde (GTE) (Bursill et al. 2007 ) levou a uma redução no colesterol plasmático e uma diminuição na aorta placas de aterosclerose em animais experimentais alimentados com colesterol (Muramatsu et al. 1986) O consumo de GT também impediu a dislipidemia e a progressão da disfunção cardíaca em ratos diabéticos (Anandh Babu et al. 2006 ). Em seres humanos idosos, o consumo de GT foi associado à função endotelial melhorada (Woo et al. 1997 ) e à redução da mortalidade por doenças cardiovasculares (Kuriyama et al. 2006 ), o que dá suporte à existência de um forte efeito vasculoprotetor. A proteção proporcionada pelo consumo de GT pode ser devida a um aumento no potencial antioxidante plasmático (Tijburg et al. 1997 ; Zhu et al. 1999 ), mas a diminuição da expressão de VEGF em placas ateroscleróticas aórticas após a ingestão de GT (Kavantzas et al. 2006) sugere a intervenção de um mecanismo antiangiogênico adicional.

Assim, levantamos a hipótese de que uma melhora da função vascular associada à catequina e o efeito antiaterosclerose poderiam atrasar ou até impedir o aparecimento de DE relacionada à idade. Tais ações podem ocorrer devido à modulação da atividade do VEGF. Até onde sabemos, é a primeira vez que o tecido cavernoso é estudado em animais idosos após a ingestão crônica de soluções naturais ricas em catequina.

Vamos para:

materiais e métodos

Animais

Trinta ratos Wistar, machos, com 12 meses de idade (Charles River Laboratories, Barcelona, ​​Espanha), pesando 893 ± 104 g, foram alojados individualmente e mantidos sob um ciclo claro-escuro de 12 horas e temperatura padrão (20–22 ° C) com acesso gratuito a alimentos e a uma fonte líquida. Os ratos foram separados aleatoriamente em três grupos, cada um composto por 10 ratos: (1) animais controle (C) com acesso à água da torneira; (2) animais tratados com chá verde (GT) que receberam uma infusão de GT preparada com três saquinhos de chá (Lipton, 1,3 g / sac) em um litro de água fervente por 5 minutos como a única fonte líquida disponível; e (3) GT ratos tratados com extrato (GTE) com acesso livre a uma solução aquosa contendo catequinas de 200 mg / l extraídas de GT, mas com baixo conteúdo de EGCG. A composição da catequina do GT foi a seguinte: EGCG 439,2 mg / l, (-) – epicatequina (CE) 264,1 mg / l, galocatecina-3-galato (GCG) 32. 1 mg / le ECG 97,3 mg / l, numa concentração total de catequina de 832,7 mg / l. A solução de GTE compreendeu 7,6 mg / l de EGCG, 111,9 mg / l de EC, 18,8 mg / l de GCG e 61,7 mg / l de ECG.

Durante os 6 meses de tratamento, todos os ratos tiveram acesso a ração animal de laboratório padrão (Letica, Barcelona, ​​Espanha). Garrafas contendo as bebidas foram protegidas da luz para evitar a oxidação de componentes sensíveis à luz e as bebidas foram renovadas a cada 2-3 dias. A ingestão ad libitum de alimentos e líquidos foi monitorada a cada dois dias e o peso do animal foi registrado a cada semana. Todos os procedimentos com animais seguiram as diretrizes da Comunidade Européia (86/609 / EEC) e a Lei Portuguesa (129/92) para o uso de animais experimentais.

Coleta e preparação de tecidos

No final do tratamento, todos os animais foram anestesiados (pentobarbital de sódio; 80 mg / kg de peso corporal, ip), o sangue foi retirado do ventrículo esquerdo para tubos heparinizados e as frações do plasma foram congeladas a -80 ° C, até a análise. Os pênis foram dissecados da pele e da gordura circundante e excisados.

Análise bioquímica

A testosterona plasmática foi medida por radioimunoensaio usando anti-soro contra testosterona e 125I -testosterona (Testo-RIA-CT, Biosource Europe, Nivelles, Bélgica). As concentrações de colesterol plasmático, triglicerídeos e colesterol HDL foram determinadas por testes colorimétricos enzimáticos, utilizando kits comercialmente disponíveis (Colesterol, Triglicérides, HDL Cholesterol Direct, ABX Diagnostics, Shefford, Reino Unido), em auto-analisador (Cobas Mira Plus, ABX Diagnostics).

Imuno-histoquímica

Os fragmentos do pênis foram fixados em formaldeído tamponado a 10% por 24 horas e embebidos em parafina, orientados ao longo do eixo transversal. Secções, 5 mm de espessura, foram cortados com um micrótomo Leica RM2145 (Leica Microsystems, Wetzlar, Alemanha) e colocados em 0,1% de poli- llâminas de microscopia revestidas com isquina para imunocoloração. As seções foram desparafinizadas, hidratadas, tratadas com peróxido de hidrogênio a 3% em metanol para bloquear a atividade endógena da peroxidase, expostas a HCl 1 M por 30 min para recuperação de epítopos e neutralizadas com bórax por 5 min. Todas as lâminas foram incubadas durante a noite com anti-VEGF de cabra (1/20 diluído, R&D Systems, Minneapolis, MN), anti-VEGFR1 de cabra (diluído 1/200, Santa Cruz Biotechnology, Santa Cruz, CA) e anti-VEGFR2 de coelho Anticorpos policlonais primários (diluídos 1/500 da Santa Cruz Biotechnology). Após 30 min de incubação com o anticorpo secundário biotinilado e estreptavidina-peroxidase de rábano complexo (Vectastain, Vector, Burlingame, CA), os cortes foram feitos reagir simultaneamente com tetracloridrato de 3,3′-diaminobenzidina / H 2 O 2durante o mesmo período e contra-corada com hematoxilina. Todas as lâminas foram examinadas usando um microscópio de campo claro da Nikon e imagens obtidas em um filme colorido 100 ASA.

Imunofluorescência

Também foi realizada a detecção por imunofluorescência de VEGF / VEGFR1 e VEGFR1 / VEGFR2, começando com uma mistura de anti-VEGFR1 de coelho (Lab Vision Corporation, Fremont, CA) com anti-VEGF de cabra (R&D Systems) ou anti-VEGFR2 de cabra (Santa Cruz Biotechnology ) anticorpos primários, seguidos por uma mistura adequada de anticorpos secundários, anti-coelho conjugado com Alexa 488 (verde) com anti-cabra ou anti-camundongo conjugado com Alexa 568 (vermelho), ambos diluídos 1/500. As seções foram observadas em um microscópio confocal (Bio-Rad Laboratories, Richmond, CA), estabelecido em comprimentos de onda de excitação de 488 nm e 568 nm a partir de uma fonte de laser de crípton-argônio.

Chá de emagrecimento

Chá de emagrecimento: funciona e faz mal para você?

Chás de emagrecimento são frequentemente anunciados como uma maneira de perder peso e limpar o corpo. A teoria é que o chá estimula a digestão, ajuda o metabolismo e, em alguns casos, livra o corpo de impurezas.

Existem muitas variedades de chá de emagrecimento para escolher. Todos eles tentam satisfazer o desejo de uma pessoa de perder peso.

Leia mais em: Slim9 bula

Fatos rápidos sobre o chá de emagrecimento:

  • Muitos chás de emagrecimento afirmam ajudar a desintoxicar o corpo.
  • O corpo naturalmente se livra de toxinas, fazendo um chá que afirma fazer isso desnecessariamente.
  • Chás como preto, branco, verde, oolong e pu-erh contêm todos antioxidantes que podem ajudar a reduzir o risco de câncer e outras doenças quando são bebidos regularmente.
  • Chás de emagrecimento contêm ingredientes adicionados que podem ser prejudiciais.
  • Há pouca ou nenhuma evidência legítima de que qualquer chá de emagrecimento seja eficaz no apoio à perda de peso a longo prazo.
Tipos
Compartilhar no Pinterest
Existem vários tipos diferentes de chás de emagrecimento disponíveis, com diferentes sabores e propriedades.

Tipos típicos de chá de emagrecimento incluem:

  • supressores de apetite
  • bloqueadores de gordura
  • impulsionadores do metabolismo

A teoria por trás da perda de peso com o chá de emagrecimento é que os ingredientes naturais:

  • ajudar a suprimir o apetite
  • ajudar o corpo a liberar toxinas
  • ajudar a queimar mais calorias

Os anunciantes se concentram na velocidade da perda de peso, com a perda imediata de peso sendo observada em alguns casos. No entanto, a maior parte da perda de peso que as pessoas experimentam é causada pela perda de água ou por resíduos sólidos.

Eficácia

Há muito pouca evidência de que o chá adelgaçante seja eficaz.

De fato, ações coletivas foram movidas contra empresas que venderam seus chás como suplementos à perda de peso. Pelo menos dois processos envolveram empresas cuja publicidade fez alegações falsas sobre a eficácia de seu chá para ajudar na perda de peso.

A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) não reconhece nenhum chá adelgaçante como sendo eficaz.

Alguns ingredientes, como cafeína e senna, são reconhecidos pelo FDA por diferentes razões.

A cafeína é reconhecida como estimulante, sem grande efeito na perda de peso. Da mesma forma, o senna é reconhecido como um ingrediente que causa irritação no intestino grosso e pode ser usado como um laxante suave.

As críticas mais positivas sobre o chá de emagrecimento podem ser encontradas em sites que vendem o produto ou que promovem um estilo de vida naturalista. Alguns apontam para pequenos estudos que foram realizados.

No entanto, há uma falta substancial de evidências para apoiar as alegações de que o chá adelgaçante afeta a perda de peso.

MEDICAL NEWS TODAY NEWSLETTER

Fique por dentro. Receba nosso boletim diário gratuito

Todos os dias, espere diariamente as linhas principais das nossas melhores histórias, baseadas em ciência e em profundidade. Toque e mantenha sua curiosidade satisfeita.

Sua privacidade é importante para nós

Preocupações com a saúde

Existem algumas preocupações com a saúde que as pessoas que consideram usar chás de emagrecimento devem saber.

Embora a maioria dos ingredientes seja benigna, existem alguns que podem causar efeitos colaterais graves em certas pessoas.

Alguns dos ingredientes potencialmente perigosos ou efeitos colaterais podem incluir:

Laxantes

Compartilhar no Pinterest
Chás de emagrecimento podem conter laxantes e diuréticos, o que pode causar complicações na saúde.

Alguns chás de emagrecimento contêm senna, um laxante natural. O estado do FDA tem havido relatos de problemas associados ao consumo de chás de emagrecimento, contendo senna.

O FDA indica que os usuários relatam sintomas semelhantes aos observados em pessoas com transtorno de abuso laxante, que incluem:

  • cólicas
  • náusea
  • diarréia
  • agravar a constipação
  • dependência
  • cólon enfraquecido
  • níveis reduzidos de potássio , o que é perigoso para pessoas com problemas cardíacos

Diuréticos

O FDA também emitiu declarações alertando sobre quantos chás de emagrecimento contêm diuréticos. Os diuréticos podem levar a:

  • desidratação
  • perda ou flutuação de eletrólitos, causando arritmia cardíaca e morte
  • cãibras musculares
  • diarréia
  • perda de fluidos seguida de recuperação de fluidos

Metabolismo aumentado

Muitos chás de emagrecimento alegam aumentar o metabolismo, mas as pesquisas sobre os aditivos encontrados no chá de emagrecimento são muito limitadas.

Dito isto, os polifenóis encontrados naturalmente nos chás verde e preto mostraram alguma promessa em ajudar na perda de peso e na melhoria metabólica em estudos com animais e humanos Trusted Source.

Qualquer benefício observado no chá adelgaçante é mais do que provável resultado do chá em si, não nos ingredientes adicionados “adelgaçantes”.

Riscos

Além dos possíveis efeitos colaterais mencionados acima, os ingredientes encontrados nos chás para emagrecer:

  • variam e podem conter ingredientes potencialmente problemáticos
  • não são controlados por nenhuma agência reguladora, como o FDA
  • pode interagir com a medicação de uma pessoa

O FDA alerta contra o uso da maioria dos suplementos alimentares, incluindo chás para emagrecer, principalmente devido à falta de estudos confiáveis ​​e evidências de sua segurança ou eficácia.

A FDA também relata queixas crescentes de consumidores que usaram chás de emagrecimento e outros suplementos naturais para perda de peso.

Alternativas seguras
Compartilhar no Pinterest
A maioria dos nutricionistas e profissionais de saúde sugere que o exercício e a gestão da dieta são as chaves para a perda de peso.

As empresas que fazem chás de emagrecimento geralmente têm como alvo pessoas que estão desesperadas para encontrar uma solução que funcione ou que desejam perder peso rapidamente.

Na maioria dos casos, não é provável que os chás de emagrecimento façam algo além de criar um efeito placebo ou leve perda de peso, seguida de uma rápida recuperação do peso.

Em outros casos, o chá de emagrecimento pode realmente ser prejudicial.

No entanto, os chás sem adição de ingredientes para “emagrecer” oferecem uma ótima solução para os amantes de chá e podem oferecer excelentes benefícios à saúde.

A maioria dos profissionais de saúde concorda que a perda de peso é afetada principalmente pela dieta, exercício, ambiente e redução do consumo de calorias.

Antes de iniciar um chá de emagrecimento ou qualquer outra mudança na dieta ou no exercício, as pessoas devem consultar seu médico.

A perda segura de peso pode ser alcançada com a combinação adequada de exercícios e mudanças na dieta, que não inclui necessariamente suplementos.

Exercício

A maioria das pessoas pode se exercitar com segurança várias vezes por semana. Embora muitos se concentrem no cardio, a construção de força é uma parte essencial da redução de gordura.

É importante que a pessoa conheça seus limites físicos antes de iniciar qualquer programa de exercícios.

Dieta

A dieta é frequentemente confundida com dieta. Uma dieta bem equilibrada, que enfatiza frutas e legumes e evita alimentos excessivamente processados, que contêm açúcares e gorduras trans, pode ajudar uma pessoa a perder peso ao longo do tempo.

As pessoas podem ver uma redução na gordura corporal através de mudanças em sua dieta sem usar suplementos.

Leve embora

Pesquisas recentes confirmam os vários benefícios para a saúde de chás pretos ou verdes. Chá de emagrecimento, no entanto, deve ser usado com cautela.

É uma boa idéia consultar um médico ou outro profissional de saúde sem vínculos com a venda de chá para emagrecer antes de usar qualquer produto.

Uma pessoa também deve fazer o máximo de pesquisa possível para descobrir taxas de sucesso, reclamações e possíveis efeitos colaterais do produto que está considerando.

Como se livrar da celulite nas coxas

Como se livrar da celulite nas coxas

A celulite é a pele com aparência de covinhas que comumente ocorre na região da coxa. Ela se forma quando o tecido adiposo profundo da pele empurra o tecido conjuntivo. Isso cria a aparência covinha pela qual a celulite é famosa.

Estima-se que mais de 85% de todas as mulheres com 21 anos ou mais tenham celulite. Não é tão comum em homens.

A celulite pode se desenvolver nas coxas porque a área naturalmente possui mais tecido adiposo. Outros fatores de risco para o desenvolvimento da celulite incluem:

  • era
  • estrogênio
  • história de família
  • inflamação do tecido
  • aumento do tecido adiposo causado pelo ganho de peso
  • perda de colágeno
  • má circulação (um problema comum nas pernas)
  • má drenagem linfática
  • epiderme afinada (camada externa da pele)

Embora a celulite da coxa possa ser frustrante, em termos de sua saúde geral, não há nada inerentemente errado em tê-la. Ainda assim, é compreensível que muitas mulheres queiram se livrar dele.

Existem vários remédios caseiros e exercícios que prometem fazer exatamente isso, mas a chave é determinar se essas soluções realmente cumprem o hype.

Remédios caseiros para celulite

Aqui estão alguns dos remédios caseiros que podem ajudar a reduzir a aparência da celulite.

Massagem

Um remédio promissor é a massagem. Isso pode ser feito em casa ou com a ajuda de um massagista profissional. As massagens têm uma infinidade de benefícios mente-corpo, mas você também pode desfrutar de celulite reduzida da coxa no processo.

A massagem pode reduzir a celulite, melhorando a drenagem linfática. Também pode ajudar a esticar o tecido da pele – também pode ajudar a esticar as covinhas da celulite.

Leia mais em: CELUMAX ANVISA

Os cremes para massagem oferecem os mesmos benefícios, mas o componente principal é o processo de massagem. Você não pode aplicar um creme e esperar que a celulite desapareça sozinha.

Além disso, saiba que apenas uma massagem não ajudará quando se trata de celulite. Você precisa repetir o processo de forma consistente para alcançar e manter os resultados desejados.

Peptídeos bioativos de colágeno

Você já deve ter cuidado com as promessas que os fabricantes de suplementos fazem sobre mudar seu corpo por meio de soluções rápidas.

Contudo, um estudo Fonte Confiávelencontraram uma melhora na celulite em mulheres que tomaram peptídeos de colágeno bioativo . Estes suplementos foram administrados em mulheres com pesos saudáveis ​​e não saudáveis ​​durante um período de seis meses. No geral, houve uma diminuição notável da celulite nas coxas.

Embora os resultados sejam interessantes, mais estudos são necessários para apoiar o papel de qualquer suplemento na melhoria da celulite.

Autobronzeadores

Talvez uma medida mais econômica para reduzir a aparência da celulite seja usar um autobronzeador. A celulite é geralmente um pouco menos visível em tons de pele mais escuros. Para obter melhores resultados, esfolie as coxas antes de se bronzear para garantir uma aplicação mais uniforme.

Evite bronzear-se ao sol ou em salões de bronzeamento – isso leva a outros problemas de pele, como rugas prematuras e possivelmente câncer de pele.

Beba mais água

A água potável é outra opção de baixo custo que pode ajudar na celulite. Além de mantê-lo hidratado, a água também ajuda a remover as toxinas que podem levar ao acúmulo de gordura. A água também pode ajudar a incentivar a circulação e o fluxo linfático.

Possível perda de peso

A perda de peso também pode ajudar algumas pessoas que têm celulite, mas apenas se você for medicamente considerado com sobrepeso. Perder o excesso de gordura corporal pode reduzir naturalmente a aparência da celulite.

O problema aqui é que pessoas com peso saudável (ou mesmo com baixo peso) ainda correm risco de desenvolver celulite.

Se você quer perder peso, pode achar que uma dieta e exercícios saudáveis ​​podem ajudar a reduzir as covinhas nas coxas. Considere alguns dos exercícios mencionados na próxima seção.

Exercícios que podem ajudar a se livrar da celulite

Certos exercícios para pernas e glúteos podem ajudar a apertar a pele ao redor da região da coxa. Por sua vez, você também pode ver uma redução na celulite. O exercício não é uma maneira infalível de se livrar da celulite nas coxas, mas músculos mais fortes e pele mais firme podem reduzir a aparência.

Aqui estão alguns exercícios que você pode querer tentar.

Ansiedade: obtenha o conhecimento mais importante em 10 minutos

Ansiedade: obtenha o conhecimento mais importante em 10 minutos

Primeiro de tudo, você precisa saber que a ansiedade é um sentimento completamente natural e comum. Em muitas situações, ele realmente ajuda você.

Imagine, por exemplo, que você vem de bicicleta. De repente, pelo canto do olho, você vê um carro indo em sua direção. Em uma fração de segundo, seu cérebro intercepta que há perigo em movimento, o pulso aumenta e todos os sentidos se intensificam.

Resultado: você freia rapidamente e evita ser derrubado.

Quando a ansiedade se torna um oponente

Mas para alguns, a ansiedade corre solta. Em vez de ajudar, torna-se um oponente que os restringe na vida cotidiana.

Talvez você comece a evitar certos lugares e situações porque teme que coisas terríveis aconteçam.

Você pode sentir que precisa fazer certas coisas repetidamente para manter a ansiedade baixa.

Talvez as preocupações estejam constantemente mudando de idéia. E se eu ficar doente? E se eu perder o controle? E se eu morrer?

Você sabe? Você está longe de estar sozinho. 350.000 dinamarqueses sofrem de ansiedade.

Felizmente, existem boas opções de tratamento e tratamento para a ansiedade. E também há muito o que você pode fazer para cuidar de si mesmo.

Portanto, é super bom que você se escute e busque conhecimento e conselhos. Comece tomando consciência de diferentes tipos de ansiedade.

5 tipos diferentes de ansiedade

Muitas vezes, as pessoas falam sobre ansiedade como se fosse uma coisa. Mas, de fato, existem várias formas diferentes. Os mais comuns são:

fobias

Todo mundo tem algo que tem medo. Alguns têm medo de aranhas. Outros não gostam de altura. Outros novamente ficam arrepiados só de pensar em apresentar algo aos outros. Mas muitas vezes não os preenche muito.

Para alguns, no entanto, o medo se transforma em uma fobia que os inibe e torna suas vidas problemáticas. Por exemplo, você pode ter que deixar suas férias com os amigos porque o quarto do hotel fica no quarto andar. Ou que a vida cotidiana fica tremendamente complicada porque você não ousa andar de ônibus ou trem.

Felizmente, existem boas técnicas para recuperar o controle. Leia mais sobre eles no guia: Como desafiar sua fobia passo a passo .

Ansiedade social
A maioria das pessoas sabe como se sentir insegura, nervosa e errada com os outros. Mas para alguns, ele agarra-o. Talvez você se preocupe tanto com o que os outros pensam sobre você que você desaparece completamente dentro de si mesmo. Talvez você comece a tremer, suar profusamente ou sentir que está desmaiando. E como a ansiedade é tão desconfortável, você pode acabar puxando cada vez mais. Não porque você quer ficar sozinho, mas porque a ansiedade o controla. É chamado de ansiedade social ou fobia social.

Confira os sinais típicos de ansiedade social e obtenha conselhos sobre o que você pode fazer.

TOC
Agora eu tranquei a porta? Agora desliguei o ferro? E o que eu realmente escrevi nessa mensagem? A maioria das pessoas sabe que você só precisa verificar as coisas um tempo extra. No entanto, para alguns, não é suficiente verificar as coisas uma ou duas vezes. Talvez eles precisem empurrar a maçaneta da porta para baixo 10, 20 ou 30 vezes antes de se sentirem confortáveis ​​em sair de casa. Pressionar a maçaneta da porta várias vezes torna-se um ato compulsivo que elas usam para manter a ansiedade e os pensamentos assustadores baixos.

Leia mais sobre isso no guia: TOC: caracteres típicos e conselhos sobre o que fazer .

Ataques de pânico e ansiedade de pânico

Uma onda de medo que de repente surge sobre você. Muitas pessoas tentam entrar em pânico . Parece assustador e desconfortável, mas, como outras formas de ansiedade, não é perigoso.

Alguns experimentam apenas um único ataque de pânico ou os pegam por longos intervalos. Outros são atingidos repetidamente. Se você tiver vários ataques de pânico durante um período de tempo, poderá desenvolver o que é chamado de ansiedade de pânico.

A ansiedade de pânico se manifesta de várias maneiras. Talvez as crises pareçam tão graves que você teme perder o controle, enlouquecer ou morrer. Talvez o medo de ter um novo ataque de pânico preencha tanto sua cabeça que você acha difícil se concentrar em qualquer outra coisa. Talvez você comece a evitar certos lugares e situações que associa ao seu ataque de pânico. Leia mais sobre ansiedade de pânico .

Ataques de ansiedade: fale com alguém sobre isso

Sebastian conta como isso o ajudou muito a conversar sobre isso. Sua mensagem é clara: não faça isso sozinho.

Ansiedade generalizada Ansiedade
generalizada. Que diabos é isso? Você pode estar pensando. O nome é um pouco enigmático, mas na verdade é bastante simples. É chamado de ansiedade generalizada porque a ansiedade não está ligada a lugares e situações específicos. É um sentimento geral de inquietação, medo e tensão.

Saiba mais em: CAPTRIL PREÇO

Talvez você se reúna toda vez que ouve uma sirene no trânsito e pensa: ‘Oh não, apenas minha namorada não aconteceu!’ Ou talvez sua cabeça esteja fervendo de preocupação nos dias que antecedem as férias, porque você tem medo de chegar tarde demais para o trem. Esse tipo de coisa.

Torne-se mais sábio de ansiedade generalizada no Assistente: Ansiedade generalizada: Você deve saber .

Disturbios do sono e principais causas

Toda pessoa às vezes dorme mal em sua vida. Nem todo mundo sofre de insônia crônica. O sono e os problemas do sono podem ter muitas causas. Em muitos casos, não há causa direta de insônia.

Às vezes, a causa pode ser tensão ou estresse, que pode estar relacionado a eventos diurnos, mas a insônia também pode ser aprendida. Pode haver uma causa clara quando os sintomas se desenvolvem, mas se eles desaparecerem, a insônia continuará a existir. Isso provavelmente ocorre porque certos comportamentos foram aprendidos durante esse período de sono ruim. Esses comportamentos garantem que a insônia não desapareça. Isso pode ser devido, por exemplo, a certos hábitos  ou pensamentos .

Um modelo que é frequentemente usado para explicar o desenvolvimento e a manutenção da insônia crônica é o modelo 3P de Spielman e colaboradores (1987). Nele, ele descreve um modelo em que alguém tem uma certa vulnerabilidade à insônia (“fatores predisponentes”). Isso ainda não causa distúrbios do sono, mas podem ocorrer certas coisas na vida que provocam sono ruim, como estresse, realocação, doença etc. (fatores precipitantes). Para lidar com esse estresse (etc.), alguém desenvolve certos comportamentos e pensamentos (por exemplo, ir para a cama mais cedo para conversar com horas suficientes). Essa estratégia funciona a curto prazo, mas a longo prazo, na verdade, preserva a insônia (fatores perpetuadores).

A insônia também pode fazer parte de um distúrbio psiquiátrico, como a depressão. Se você dorme mal porque se sente deprimido por um longo tempo e vê o futuro sombrio, pode ser sensato discutir isso com um especialista.Perturbações físicas também podem causar insônia. Frequentemente, trata-se de distúrbios que acompanham dor ou coceira, mas também distúrbios hormonais podem ser uma causa. Algumas pessoas dormem muito levemente por causa de seu ronco, isso pode ter a ver com apneia .

Finalmente, a insônia é comum como resultado do consumo de álcool. Em contraste com a crença no álcool como ‘bebida’, o uso de álcool interrompe bastante o sono. Adormecer geralmente passa um pouco mais rápido, mas as pessoas geralmente acordam mais cedo.

A insônia (insônia) é um distúrbio do sono em que você não consegue dormir bem e, portanto, não tem sono normal, acompanhado de queixas funcionais durante o dia. Você fala de sono normal quando dorme de cinco a dez horas. Em média, você precisa de cerca de 15 minutos para adormecer. Acordar duas a três vezes por noite é normal, a menos que demore muito tempo para adormecer novamente.

Existem três formas de insônia. É difícil adormecer, você costuma acordar e / ou acorda cedo demais. Essas três formas também podem ocorrer simultaneamente.

Na Holanda, pelo menos 7% das pessoas sofrem de insônia. No caso de insônia crônica, os sintomas ocorrem três ou mais noites por semana e duram mais de três meses.

Leia também: Captril funciona

Causa de insônia

Na maioria dos casos, não há causas óbvias de insônia. Às vezes, o sono leve ou sem sono pode ser causado por tensões ou eventos durante o dia. Insônia também pode ser aprendida. A causa então desaparece, mas o comportamento adquirido permanece para que a insônia não desapareça.

As possíveis causas de insônia são:

  • Distúrbios psicológicos, como  depressão ,  ansiedade  e  estresse .
  • Condições físicas como  prurido  ou  dor .
  • Distúrbios hormonais .
  • Apneia do sono .
  • Consumo de álcool.
  • Causas externas, como um local desconfortável para dormir, barulho ou poluição luminosa.
  • A  transição  também pode causar insônia.

Insônia em crianças

Nas crianças, a insônia pode ser causada pela falta de um ritmo noturno. A mudança de ativo (tocando ao ar livre) para descansar (dormindo) é muito grande. Isso os torna insones. Ajuda a aplicar um ritual noturno fixo para as crianças.

Sintomas de insônia

Se você sofre de insônia, sente que dormiu muito pouco. Os sintomas que podem indicar insônia estão relacionados às diferentes formas desse problema do sono:

  • Pobre sono.
  • Acordar frequentemente à noite (dormindo levemente / não dormindo bem).
  • Acorde cedo.
  • Sono revigorante insuficiente.

Se você sofre de problemas de sono, pode sofrer das seguintes queixas durante o dia:

  • Fadiga .
  • Problemas de concentração.
  • Problemas de memória.
  • Apatia.
  • Irritabilidade .
  • Tenha um sentimento de tédio.

Diminuição rápida de acordo com a ciência

Diminuição rápida de acordo com a ciência: 3 regras simples que realmente ajudam

Existem muitas maneiras de perder peso – infelizmente, a maioria das dietas nos deixa com fome e insatisfeitos. Se você não tiver muita resistência, terá um ritmo acelerado e abandonará seus planos de perda de peso. Mas …

… encontramos uma dieta baixa em carboidratos que promete derrubar os quilos. E em apenas 3 etapas e de forma saudável.

Ela vai

DISPLAY
Obtenha o Calendário de Advento Limitado do InStyle por apenas € 59,90
ENCOMENDE AQUI
  • diminuir significativamente o apetite
  • reduza seu peso sem passar fome
  • aumentar o seu metabolismo

Tudo o que você precisa fazer para perder peso rapidamente é seguir essas três regras.

Regra 1: Coma menos açúcar e amido

O mais importante é consumir menos açúcar e amido (carboidratos). Alimentos com esses ingredientes têm um forte impacto no seu orçamento de insulina. Porque, se você ainda não sabia: O hormônio insulina é o maior armazenamento de gordura em nosso corpo.

Portanto, se reduzirmos a insulina através de uma dieta pobre em carboidratos, a gordura terá mais tempo para sair dos estoques de gordura e o corpo começará a queimar essas gorduras em vez de carboidratos.

Leia também: MAXFIT PRO PREÇO

Outra vantagem dos baixos níveis de insulina é que os rins liberam o excesso de sódio e água do corpo. Não apenas a flatulência, mas também a retenção de água é reduzida.

Se você seguir este conselho, poderá perder até cinco quilos de gordura corporal e água em uma semana – às vezes até mais!

O gráfico a seguir vem de um estudo em que dietas com baixo teor de carboidratos e baixa gordura foram realizadas e comparadas por mulheres obesas. Como você pode ver à primeira vista, os participantes da dieta baixa em carboidratos perdem significativamente mais peso:

Estudo comparando dietas com pouco carboidrato e com pouca gordura

As mulheres que fizeram uma dieta baixa em carboidratos comeram até se sentirem satisfeitas. Os participantes da dieta pobre em gorduras ingeriram baixa caloria e muitas vezes permaneceram com fome.

Portanto, elimine carboidratos, diminua os níveis de insulina e você começará automaticamente a comer menos. A queima de gordura começa por si só!

Conclusão: comer menos açúcar e carboidratos reduzirá os níveis de insulina e reduzirá o apetite, para que você perca peso sem passar fome.

Regra 2: Coma mais proteínas, gorduras e vegetais

Todas as suas refeições devem conter pelo menos uma fonte de proteína e gordura e ser servidas com vegetais com pouco carboidrato. Se você seguir essa regra, ingerirá automaticamente a quantidade recomendada de carboidratos – 20 a 50 gramas por dia.

Alimentos ricos em proteínas:

  • Carne : carne bovina, frango, porco, cordeiro, bacon, etc.
  • Fish & Seafood : salmão, truta, camarão, lagosta etc.
  • Ovos : os ovos enriquecidos com ácidos graxos ômega-3 ou aqueles ao ar livre são os melhores

A importância da proteína não pode ser enfatizada o suficiente. Porque apenas comendo seu metabolismo queima de 80 a 100 calorias a mais por dia.

A dieta rica em proteínas também pode ajudá-lo a pensar em comer até 60% menos. Também ajuda a reduzir o apetite por um lanche da meia-noite e deixa você tão cansado que come automaticamente 441 calorias por dia a menos.

Quando se trata de perder peso, a proteína é o rei dos nutrientes!

Os melhores vegetais com baixo teor de carboidratos:

  • brócolis
  • couve-flor
  • espinafre
  • (Verde) de carbono
  • couve de Bruxelas
  • acelga
  • salada
  • pepino
  • aipo

Desses vegetais, você pode comer o quanto quiser sem consciência culpada. Porque não importa quanto você coma, você nunca consumirá mais de 20 a 50 gramas de carboidratos por dia.

Uma dieta baseada em carne e legumes contém todas as fibras, vitaminas e minerais que você precisa para viver uma vida saudável. Portanto, não há necessidade fisiológica de grãos!

Coma duas a três vezes ao dia. Se você ainda estiver com fome à noite, faça uma quarta refeição.

As melhores fontes de gordura:

  • azeite
  • óleo de coco
  • óleo de abacate
  • manteiga
  • banha de porco

A melhor gordura para cozinhar é o óleo de coco . É rico em gorduras chamadas triglicerídeos de cadeia média (MCTs). Essas gorduras são mais saudáveis ​​que outras e podem aumentar seu metabolismo.

Não tenha medo de usar essas gorduras apenas porque são gorduras. Você nunca deve executar uma dieta baixa em carboidratos e baixa gordura ao mesmo tempo. Porque você se sentirá mal e isso comprometerá o sucesso do cliente.

Além disso, não há razão para evitar essas gorduras saudáveis. Porque os estudos mostram que os ácidos graxos saturados – ao contrário da opinião generalizada – não aumentam o risco de doença cardíaca.

Conclusão: Cada refeição deve consistir em uma fonte de proteína, fonte de gordura e vegetais com pouco carboidrato. Isso o levará automaticamente para as 20 a 50 gramas de área de carboidrato, o que reduzirá seus níveis de insulina.

Regra 3: pratique esportes três vezes por semana

Para perder peso com esse plano nutricional, você não precisa necessariamente praticar esportes competitivos, mas é claro que o exercício ajuda o corpo a perder gordura e, acima de tudo, permanecer firme.

É melhor praticar esportes três a quatro vezes por semana. Se você for ao ginásio (ou quiser ir), uma combinação de aquecimento consciente, treinamento de força e exercícios de alongamento é perfeita.

Quem treina com pesos queima calorias e mantém seu metabolismo ocupado, o que, por sua vez, ajuda a perder peso. Estudos mostraram que você pode até construir músculos enquanto perde muita gordura corporal.

Se você não é um “louco por ginástica”, é claro que também pode fazer exercícios aeróbicos e manter a forma em nadar, correr ou caminhar.

Conclusão: Faça o melhor treinamento de força. Se não é esse o seu caso, você também pode fazer treinamento cardio.

Opcional: insira um dia de trapaça

Se você quiser, pode ter um dia de trapaça por semana, onde come um pouco mais de carboidratos. É melhor para um dia no fim de semana.

É importante que você não exagere no dia de hoje, mas sim com carboidratos saudáveis, encontrados, por exemplo, no arroz, quinoa, batata e frutas. Além disso, o seu dia de truques não deve ser uma semana de truques – caso contrário, você não verá nenhum resultado.

Obviamente, você não precisa apresentar esse dia; no entanto, o aumento da ingestão de carboidratos pode ter um efeito positivo, pois dessa maneira os hormônios de queima de gordura são estimulados. Portanto, não se preocupe se você se sentir um pouco mais pesado após o seu dia de trapaça, a maior parte é água que você perderá nos dias seguintes.

Conclusão : ingerir um pouco mais de carboidratos por dia por semana é absolutamente bom, se não essencial.

Preciso contar calorias e proteínas?

A resposta é simples: não. Enquanto você consome pouco carboidrato e come muita proteína, gordura e vegetais, não precisa prestar atenção a um certo número de calorias.

Obviamente, se isso for importante para você, você ainda pode contar quantas calorias ingeriu. Existem aplicativos especiais para ajudá-lo a contar.

O objetivo desta dieta é consumir menos de 20 a 50 gramas de carboidratos por dia. As calorias restantes são proteínas e gorduras saudáveis.

Precisa de inspiração para refeições com baixo teor de carboidratos? Então dê uma olhada aqui !

Conclusão: Com esta dieta, não é necessário contar calorias. No entanto, para alcançar o sucesso, é importante comer não mais que 20-50 gramas de carboidratos por dia.

Quanto vou perder peso com esta dieta?

Se você seguir as três regras, poderá perder até cinco quilos na primeira semana. Depois disso, você vai perder peso continuamente. Como todo corpo reage de maneira diferente à mudança na dieta, esses números são apenas indicativos.

Se esta é sua primeira dieta, você verá resultados muito rapidamente. Também depende do peso inicial. Pessoas que pesam mais, perdem peso mais rápido e mais.

Pode ser que você se sinta um pouco estranho nos primeiros dias. Seu corpo passou a maior parte de sua vida processando carboidratos. Portanto, pode demorar um pouco para ele se acostumar a queimar gordura agora.

No início dessa mudança de dieta, pode ser que você tenha a “febre baixa em carboidratos”. O termo descreve um estado em que você se sente flácido, irritável e constantemente com fome e também pode ter dor de cabeça. Esses sintomas são causados ​​pela perda de carboidratos. A “febre” desaparece após alguns dias, mas geralmente novamente. Caldo de sódio ou quente pode ajudar nesta fase inicial.

Quando seu corpo se acostumar com as novas circunstâncias, você se sentirá melhor e mais rápido. Você será positivo e energético. Neste ponto, você é oficialmente um “Monstro Queima de Gordura”.

Além da perda de peso, a dieta baixa em carboidratos pode trazer muitos outros benefícios:

  • Reduz o nível de açúcar no sangue
  • Reduz o colesterol e aumenta o colesterol “bom”
  • Sua pressão arterial melhorará significativamente
  • O melhor de tudo é que as dietas com pouco carboidrato são mais fáceis de sustentar do que as com baixo teor de gordura!

Conclusão: Se você seguir as regras, suas chances de perder muito peso são muito boas. No entanto, quanto você pode perder peso varia de pessoa para pessoa. Além disso, esta dieta baixa em carboidratos também pode ter um efeito positivo em sua saúde geral.

Você não precisa passar fome para perder peso

Se você tiver problemas de saúde ou estiver tomando medicamentos, converse com seu médico antes de iniciar a dieta.

Ao reduzir carboidratos e baixar os níveis de insulina, o equilíbrio hormonal também muda, o que literalmente “diminui” o corpo e o cérebro.

Isso reduz drasticamente sua fome e apetite e você dificilmente pode falhar na dieta. Assim, você pode perder duas a três vezes mais que as dietas clássicas.

Outro benefício dessa dieta – especialmente para os impacientes – é que a perda inicial de retenção de água já pode fazer uma grande diferença na escala.

10 dicas para perder peso mais rápido e fácil

Com essas dicas e truques, perder peso será ainda mais fácil.

  1. Tome um café da manhã rico em proteínas . Como resultado, seu apetite será satisfeito e você terá menos vontade de comer durante o dia, o que diminui sua ingestão de calorias.
  2. Evite bebidas açucaradas e sucos de frutas . Essas bebidas são verdadeiras bombas de calorias.
  3. Beba água antes das refeições . Se você beber um copo de água meia hora antes de comer, poderá aumentar a perda de peso em até 44% em três meses!
  4. Coma alimentos que ajudam a perder peso rapidamente. Existem muitos alimentos que aumentam a perda de gordura. Nesta lista, você pode ver quantos carboidratos existem em quais alimentos.
  5. Coma fibra solúvel . Estudos mostram que eles podem reduzir a gordura – especialmente o desagradável bacon da barriga ! A fibra solúvel está incluída, por exemplo, em farinha de aveia, leguminosas, maçãs, mirtilos, laranjas, cenouras, aipo, nozes e linhaça.
  6. Beba café ou chá . Ambas as bebidas são permitidas durante esse cronograma de perda de peso. De fato, a cafeína pode ajudar a aumentar seu metabolismo em até onze por cento.
  7. Ataque a alimentos integrais . A comida não processada é significativamente mais saudável, deixa você cheio e evita que se coma demais.
  8. Coma mais devagar . Se você comer rápido, você ganhará mais peso a longo prazo. Comer lentamente acelera a saciedade e estimula hormônios queimadores de gordura.
  9. Use pratos pequenos. Alguns estudos confirmaram que as pessoas que comem de pratos pequenos ficam mais saciadas mais rapidamente. Parece estranho, mas deve funcionar!
  10. Preste atenção para uma boa noite de sono . A privação do sono é uma das causas mais comuns de ganho de peso. Portanto, tente sempre dormir o suficiente para dar tempo ao seu corpo para se regenerar.

Conclusão: O mais importante é que você se atenha às três regras. Se você deseja acelerar o processo de perda de peso, também pode tentar implementar essas 10 dicas.