8 dicas sobre como queimar gordura localizada rapidamente

8 dicas sobre como queimar gordura localizada rapidamente

Seja nas calças, barriga ou até um pouco mais escondido na parte interna das coxas, problemas de gordura localizados e pode até interferir na autoconfiança.

Afinal, muitas mulheres não usam calças de cintura baixa ou um top ligeiramente mais curto por medo de expor malas ou a barriga mais proeminente.

Para quem se identifica com a situação, temos duas histórias: uma boa e outra ótima. A primeira é que queima gordura localizada rapidamente, sem recorrer a cremes e tratamentos milagrosos.

A boa notícia é que você pode começar a queimar gordura hoje sem precisar passar horas na academia ou na esteira – caso contrário, ficará com fome.

Portanto, confira algumas dicas abaixo sobre como reduzir a taxa de gordura corporal e, ao mesmo tempo, aumentar a massa muscular desejada – importante para quem procura um corpo definido e também saudável.

Por que localizamos gordura?

Nossos corpos tendem a acumular gordura em certas áreas específicas, que podem variar de acordo com a idade e o sexo.

Leia também: Sinedrol

Os homens tendem a consumir excesso de energia alimentar na região abdominal, enquanto as mulheres (principalmente após a menopausa) acumulam gordura ao redor dos quadris, dentro das coxas e nádegas.

E por que razão as gorduras tendem a permanecer sempre na mesma região em quase todas as pessoas?

ARTIGOS ADICIONAIS
  • É possível perder apenas gordura da barriga?
  • Se você estiver dirigindo e não perder estômago, tente este
  • O que diferencia a gordura abdominal dos outros?
  • Qual é o melhor exercício para perder barriga?

Em geral, o acúmulo localizado de gordura tem um forte componente genético, além de ser influenciado por fatores como má alimentação, estilo de vida sedentário e alto teor de gordura corporal.

Sim – um aumento na porcentagem de gordura corporal (a gordura total que armazenamos em nossos órgãos e tecidos) promove um aumento na gordura localizada.

E o oposto também é verdadeiro: diminuindo a taxa de gordura, a gordura local tende a desaparecer mais facilmente.

Controvérsia eterna: você pode escolher como eliminar a gordura? Você pode queimar gordura localizada?

Antes da grande conferência sobre como perder gordura rapidamente, inclua o local, gordura como lixo, é importante que tenhamos tocado anteriormente em um tópico que foi objeto de muitas perguntas: é possível queimar gordura em uma área específica do corpo?

Posso perder gordura da barriga ou do braço, por exemplo?

A resposta é simples: não! Não há como “selecionar” uma determinada região e eliminar as medidas apenas a partir desse local. Isso ocorre porque o corpo queima gordura proporcionalmente, de todos os lugares sem diferença.

Portanto, ao baixar as medidas da coxa, por exemplo, você perderá gordura local no estômago e nos braços, por exemplo.

Também devemos enfatizar que as células adiposas (adipócitos) em nosso corpo, quando formadas, podem aumentar ou diminuir de tamanho (ou mesmo se multiplicar), mas infelizmente nunca desaparecem.

Essa característica de nossos adipócitos ajuda a explicar a dificuldade – especialmente em mulheres que também sofrem variações hormonais – de que há remoção permanente de gordura.

Mas quem tem pouco peso a perder?

Por outro lado, aqueles que não têm muito peso a eliminar e possuem apenas pequenos depósitos de gordura em certas áreas podem se beneficiar de exercícios localizados e algumas mudanças de hábitos.

Afinal, existem muito poucas regiões de superávit e é precisamente delas que a energia para o metabolismo acelerado sairá com as novas atividades.

Aqui estão as dicas que distinguimos sobre como queimar gordura localizada rapidamente, sem nenhum risco desnecessário:

1- Reduzir a porcentagem de gordura corporal

Além de ser a mais óbvia, essa também é a sugestão mais importante para quem tenta perder gordura localizada naturalmente.

Como dissemos anteriormente, não há como focar em uma área específica do corpo e dizer “Eu só devo perder gordura daqui”. E isso é ainda mais verdadeiro quando o peso está muito acima do ideal.

Para aqueles que estão longe da área considerada saudável, o foco inicial deve estar na dieta. E então, em outro momento, a “gordura teimosa” que permaneceu no caminho “atacou”.

Em casos específicos de mulheres, recomenda-se uma porcentagem de gordura corporal abaixo de 22-20% para evitar caroços indesejados e também para facilitar a definição muscular. Para os homens, esse número deve estar abaixo de 12 a 10%.

2- Faça exercícios HIIT

Vários estudos de renomadas universidades européias e norte-americanas mostraram que sessões curtas de exercícios aeróbicos de alta intensidade promovem maior perda de gordura a longo prazo do que atividades de baixa intensidade e maior duração.

Um desses trabalhos científicos, realizado pela Universidade de Western Ontario , concluiu que 4 a 6 fotos (ou sprints ) de 30 segundos queimam mais gordura ao longo do tempo do que caminhar 60 minutos em uma inclinação.

Além de queimar gordura localizada, exercícios de alta intensidade também ajudam a preservar a massa muscular, uma vez que aumentos mais curtos minimizam o uso de fibras musculares como fonte de energia.

Confira as dicas de treinamento HIIT para aumentar seu metabolismo e facilitar a queima de gordura.

  • 5 dicas de treinamento em esteira HIIT
  • HIIT High Intensity Interval Training para perder peso – 12 dicas
  • Como o treinamento intervalado funciona para perder peso

3- Mude a maneira como você se come

Sim, você provavelmente já ouviu isso várias vezes, mas não há como: boa parte da queima de gordura local é determinada pelas escolhas que você faz na mesa.

Não adianta fazer horas e horas de treinamento intervalado, voltar para casa e fazer escolhas alimentares que colocarão todo o seu esforço em perder.

Juntamente com uma rotina de treinamento com pesos e exercícios aeróbicos, é imperativo que você mantenha uma dieta que não apenas estimule a queima de gordura, mas também o impeça de continuar aumentando suas medições. Você não pode pensar em perder gordura local sem ter a dieta certa!

Podemos resumir tudo isso em:

  • açúcar alimentado, gordura saturada e carboidratos simples (pizza, bolos, doces, refrigerantes, lanches, alimentos congelados, sal e excesso de açúcar) sempre que possível;
  • Consuma mais alimentos ricos em fibras (coma pelo menos 30 gramas de nutrientes por dia), o que serve para “limpar” seu sistema digestivo. Isso reduz a inflamação e melhora o metabolismo.
  • Escolha gorduras boas: para queimar gordura, você não precisa eliminar todas as fontes de lipídios do menu. Basta substituir aqueles que promovem a inflamação (como óleo de soja, carne gorda e manteiga e similares) por gorduras saudáveis, como azeite, óleo de coco, salmão, sardinha e abacate, por exemplo.
  • Alcoólatra: você não precisa se abster da noite para o dia, mas esteja ciente de que uma bebida sorrateira no fim de semana pode dificultar a perda dessas mãozinhas insistentes. Entenda o porquê: além de ser muito calórica, a bebida ainda afeta os mecanismos metabólicos associados à queima de gordura. Portanto, o álcool não apenas reduz a perda de ação, mas também pode aumentar esses depósitos de gordura!
  • Finalmente, invista em uma dieta de muitos grãos integrais, legumes (lentilhas, grão de bico, soja), legumes, legumes e frutas (possivelmente orgânicos) como uma recomendação geral.

Os vegetais favorecem a eliminação de toxinas, reduzem a inflamação e fornecem nutrientes importantes para muitos processos metabólicos – incluindo aqueles associados à queima de gordura.

4- Pense em jejum aeróbico * às vezes

Essa dica é muito controversa, mas há uma grande cadeia de especialistas que a defende, com moderação e de maneira limitada. Ou seja, você não irá se exercitar todos os dias sem comida, depois que o corpo precisar de combustível para suas atividades. Além disso, a falta de nutrição adequada pode até acelerar a perda de massa muscular. Também vale ressaltar que isso se aplica apenas a exercícios aeróbicos de baixa intensidade por não mais que 30 a 40 minutos .

De acordo com uma grande cadeia de especialistas, especialmente no meio da musculação, os trens de tempos em tempos logo após acordar e sem consumir uma fonte de carboidratos antes do exercício forçam o corpo a queimar suas reservas de gordura para manter o metabolismo.

O que acontece é que, quando acordamos, passamos de um jejum prolongado de 7-9 horas, o que resulta em uma queda acentuada no açúcar no sangue. Quando você sai para se exercitar sem reabastecer essa glicose, força seu corpo a usar a gordura que já está armazenada como fonte primária de energia.

Para obter melhores resultados e não comprometer a saúde, recomenda-se exercícios aeróbicos com intensidade leve (entre 60 a 70% da freqüência cardíaca máxima), com duração máxima de 30 a 40 minutos.

É importante enfatizar que o treinamento em jejum deve ser realizado apenas ocasionalmente por aqueles que já estão fisicamente bem condicionados e nunca por pessoas que sofrem de hipoglicemia.

* Uma cadeia de especialistas argumentou que uma alternativa ainda mais eficaz a essa prática é ingerir apenas pouca proteína, como um alvo de proteína de soro de leite, por exemplo, ao acordar e antes do exercício. Dessa forma, os músculos serão mais preservados.

  • Veja mais sobre o Exercício fixo em Tudo sobre o jejum aeróbico para perda de peso.
  • Veja também por que não é apropriado fazer isso em exercícios anaeróbicos: O bodybuilding rápido pode funcionar? O que está havendo?

5- Consiga mais chá verde

Essa dica sobre como queimar gordura localizada é a mais fácil de todas: você só precisa colocar 2-3 xícaras de verde puro ou limão em sua rotina e por que beber chá verde para queimar gordura?

Simples: a bebida de origem asiática é rica em cafeína e compostos fenólicos (conhecidos como catequinas) que aceleram o metabolismo e praticamente levam as gorduras localizadas a serem “queimadas” pelo organismo.

Em um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition , os pesquisadores observaram que a ingestão diária de catequinas por 12 semanas, como o chá verde, foi responsável por reduzir a taxa de cintura, o percentual de gordura corporal e até a quantidade de gordura presente na pele dos participantes do estudo.

Além de acelerar a “destruição” de acúmulos indesejados de gordura, o chá verde também aumenta a concentração de noradrenalina, um hormônio produzido nas glândulas supra-renais (um corpo localizado acima dos rins) e serve, entre outras funções, para sinalizar queima de gordura.

E se todos esses benefícios do chá verde não forem bons o suficiente, o composto ainda atua como uma fonte de antioxidantes que combatem os radicais livres e a inflamação que promovem a formação de depósitos de gordura.

Aprenda mais:

  • 8 Benefícios do Chá Verde Cientificamente comprovado
  • Como fazer chá verde para obter melhores resultados.

6- Priorizar proteínas

Quando se trata de perda de gordura, nenhum nutriente é tão importante quanto as proteínas de alta qualidade. Existem muitos benefícios dos aminoácidos nas medidas de perda e redução de peso: controle do apetite, aceleração do metabolismo e maior facilidade de “derrubar” as células adiposas.

Com base em alguns dos estudos científicos recentes que examinaram a relação entre proteínas e perda de peso / gordura, podemos dizer que:

  • a inclusão de proteína magra (como encontrada no peito de frango / peru, proteína de soro de leite, leite, luz e alguns peixes) pode impedir o acúmulo de lipídios nos adipócitos;
  • as proteínas têm uma digestão mais lenta, forçando o corpo a usar energia (leia a gordura!) de suas próprias ações para quebrar essas grandes moléculas de proteína;
  • o consumo de proteínas durante uma refeição ajuda a reduzir o desejo de comer carboidratos refinados e guloseimas em geral em até 60% (favorecendo o acúmulo de mais gordura localizada);
  • Os aminoácidos ajudam a regenerar e construir massa muscular, o tecido que todos desejam substituir a gordura localizada.

Um especialista em dieta pode encaminhá-lo para a quantidade ideal de proteína em sua dieta, mas a recomendação para aqueles que tentam queimar gordura é reservar 25 a 30% das calorias diárias para as proteínas (por exemplo, se você comer 2000 calorias por dia, pelo menos 500 delas deve ser de fontes de proteína).

7- Não abandone o físico

É fato que muitas pessoas não gostam de ir à academia para levantar pesos, mas também é verdade que, sem o exercício de exercícios resistidos, dificilmente será possível parar as gorduras locais.

Embora não promova o uso de alta energia por sessão, o corpo é indispensável para manter e formar massa muscular. E, no entanto, a atividade dos pesos – quando combinada com exercícios aeróbicos – ainda estimula a queima de gordura no estômago. Saiba mais em Musculação com queima de gordura?

Outra razão pela qual você não deve fugir da série e dos ensaios: Só para aguentar, o tecido muscular queima muito mais gordura do que a própria gordura. É isso mesmo: um quilo de músculo exigirá muito mais energia para permanecer ativo do que um quilo de gordura.

E se você ainda não está convencido, há outro motivo para ir à academia pelo menos duas ou três vezes por semana para levantar pesos: depois de terminar os exercícios, seu metabolismo continua a aumentar. Há casos em que o corpo permanece em ritmo acelerado por mais de 30 horas após a conclusão da atividade!

8- Mantenha o estresse sob controle

Falar sobre o estresse no mundo de hoje está chovendo no molhado, mas não podemos fugir dele: ansiedade, nervosismo e agitação excessiva nas últimas duas décadas são bons amigos da gordura localizada.

É isso mesmo: o estresse intenso mais característico desse estado de espírito leva à liberação de cortisol, um hormônio que tende a impedir a queima de gordura enquanto “instrui” o corpo a armazenar tudo o que você come.

A pesquisa mostrou que um alto nível de cortisol no sangue leva ao aumento do apetite e estimula o armazenamento de energia dos alimentos na forma de gordura. E também há evidências de que mulheres com maior circunferência da cintura produzem mais cortisol – acumulando mais gordura.

E como quebrar esse círculo vicioso? Realize atividades que acalmem a mente e promovam um relaxamento mais duradouro.

Exemplos: exercícios respiratórios, meditação (para aqueles que não são usados, vídeos como os listados abaixo são boas maneiras de começar a praticar), ioga, caminhada na natureza ou qualquer outra atividade que reduza a ansiedade e traga paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *